A maioria dos receptores utilizam esse recurso para varrer e achar todos TP (transponder) contidas nos satélites. Apesar de demorar mais que o necessário, é muito útil quando existe a realocação das TPs ou quando há inserção de novos canais no satélite.

A nomenclatura ou melhor, a palavra “busca cega” pode variar para cada marca de receptor. Por exemplo na marca/modelo DuoSat Prodigy a palavra é “Busca Cega” mesmo, No AZBOX Surprise a palavra é “AutoObservar”, em outros “Blind Search” e assim cada marca com sua particularidade.

busca-cega1 busca-cega2

A busca cega não usa a lista de TPs cadastrados, ela procura em todos os TPs possiveis e tenta obter o SR e FEC de forma automática. Já a busca completa usa a lista de TPs cadastrados e nenhum outro.

Mas afinal para que serve a Busca Cega?

Busca cega é útil quando a operadora de TV altera o TP/Frequência dos canais, ou seja, entrou novo canal na grade de programação da Operadora de TV, consequentemente alguns canais nos receptores FTA (o seu) vão aparecer sem sinal ou codificados, como também, você coloca num canal e aparece outro sendo que antes abria normalmente.

Alguns canais não abrem, como fazer a Busca Cega?

Não existe um passo a passo igual para todas as marcas de receptores FTA. O que você precisa é o processo ser executado da maneira correta. A maioria das informações se encontra na internet. Faça uma pesquisa nos itens abaixo:

Se os canais abriam normalmente e alguns já não abrem mais, faça o seguinte:
– Delete os canais que não abrem e faça a busca cega para o receptor varrer e achar a frequência que está faltando.
– Se ainda não resolver, delete todos os canais e faça a busca novamente.

Esses são os procedimentos básicos para voltar a funcionar os canais novamente.