O AZBox é um aparelho receptor de TV por assinatura cercado de polêmicas devido à maneira como ele opera. Com o dispositivo, o usuário é capaz de assistir gratuitamente canais pagos sem precisar contratar o serviço de uma operadora e, consequentemente, sem pagar mensalidade. O dispositivo tem comercialização proibida no Brasil e, ao usá-lo, a pessoa estaria cometendo crimes. Entenda como funcionam os receptores AZBox e tire suas conclusões.

azbox

Afinal, o que é um AZBox?

Disponível em diversos modelos, o AZBox é um aparelho que trabalha como um decodificador comum de TV por assinatura. No entanto, a principal diferença é que o dono não precisa contratar um serviço para assistir aos canais pagos, porque o dispositivo é capaz de utilizar os sinais das operadoras convencionais, incluindo os canais pay-per-view. O funcionamento desses equipamentos, entretanto, está longe de ser simples como parece.

Como funciona o AZBox?

Para entender o funcionamento do AZBox, é necessário, antes, compreender a dinâmica de uma TV por assinatura via satélite. Nesse tipo de serviço, os canais pagos são enviados para o o espaço, e retransmitido para as antenas instaladas em cada casa. No entanto, essa troca de sinais utiliza um tipo de codificação para haver segurança no serviço e evitar roubos. É nesse ponto que entram os decodificadores.

receptor-tv-por-assinatura
Quando uma pessoa assina uma operadora de TV, é fornecido um equipamento capaz de ler os códigos secretos usados pelas empresas (por isso o nome decodificador), e transformar o sinal recebido em imagem e som para o televisor. Normalmente, dentro desses aparelhos é inserido um cartão que serve como identificação do usuário para que ele possa usufruir do pacote assinado.

O AZBox é um equipamento que entra no lugar desses decodificadores comuns para fazer a leitura do sinais criptografados das operadoras. Por essa razão, é possível ver todos os canais de TV por assinatura sem pagar nenhuma mensalidade por isso. No entanto, há outros aspectos que o consumidor precisa ficar atento antes de comprar um equipamento desses.

Saiba os riscos de comprar e usar um AZBox

Embora a possibilidade de assistir TV por assinatura de graça possa parecer maravilhoso à primeira vista, há aspectos bastante negativos no uso do AZBox. No lado financeiro, o indivíduo deve levar em conta que, além de adquirir o decodificador, é necessário comprar também uma ou duas antenas similares às das operadoras, além de todo o cabeamento, para utilizar esse tipo de equipamento.

Outro ponto a que se deve ficar atento é que a instalação desse dispositivo não é nada simples, já que exige posicionamento preciso e configurações corretas. O proprietário provavelmente terá que contratar um técnico que aceite instalar esse aparelho, estando sujeito a pessoas desqualificadas e até mesmo pouco confiáveis, já que não são treinadas ou não estão sob a responsabilidade de nenhuma empresa.

Após instalado, você poderá usufruir da sua TV tranquilamente, certo? Errado. Como dito anteriormente, o sinal utilizado pela operadora chega codificado à sua casa e o papel do AZBox é quebrar essa barreira para ter acesso aos canais. No entanto, as empresas mudam frequentemente a codificação do seu sinal, exigindo que o equipamento seja atualizado para que a programação volte a funcionar.

azbox-002_2

O problema na atualização do AZBox é que o usuário fica sujeito à boa vontade de algum hacker para descobrir e quebrar novamente a codificação da operadora. Ou seja, além de ter que procurar pela atualização na Internet, o processo pode demorar dias para que seja concluído. Somente a partir disso é possível assistir a seus programas novamente, até a próxima atualização.
Há um outro aspecto sobre o AZBox que deve ser levado em consideração. Como sua comercialização é proibida no Brasil, não há nenhuma homologação da Anatel que comprove a qualidade do serviço. Além disso, não existem também assistências técnicas autorizadas. Logo, se o seu equipamento tiver algum defeito, o risco de perder o dinheiro pago no mesmo é bastante grande.

Por fim, é necessário considerar que se está lidando com um equipamento ilegal no Brasil e que pode lhe render multas ou até mesmo detenção. As infrações para esses casos podem ir desde a receptação de aparelhos ilegais até mesmo a violação dos direitos autorais, afinal os canais transmitem conteúdo com propriedade intelectual. Ou seja, embora raras, o dono de um AZBox pode estar sujeito a fiscalizações e denúncias. Sendo assim, conforme diz o ditado, o barato pode sair caro.




Fonte: http://itamarajunoticias.com.br/